Promotor de Justiça Héverton Aguiar participa do projeto “Destemidas Marias” de conscientização contra a violência doméstica

HomeAMPROAMPRO NEWS

Promotor de Justiça Héverton Aguiar participa do projeto “Destemidas Marias” de conscientização contra a violência doméstica

O promotor de Justiça Héverton Alves de Aguiar, da 35ª Promotoria de Justiça (Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher), participou, na última s

Promotora de Justiça Rafaela Afonso Barreto ingressa com ação para a aquisição de medicamentos e insumos para unidades de saúde de Guajará-Mirim
Em Rondônia, CONAMP participa de reunião de colegiados de Procuradores-Gerais, Corregedores e Ouvidores do MP
Novo corregedor-geral do MPRO é parabenizado pela Ampro

O promotor de Justiça Héverton Alves de Aguiar, da 35ª Promotoria de Justiça (Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher), participou, na última semana, do ciclo de palestras promovido pelo Hospital Unimed, dentro do projeto “Destemidas Marias”, uma campanha pela vida e sem violência doméstica. O projeto também conta com a participação de membros da Defensoria Pública de Rondônia (DPE-RO) e do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO).

O mês de outubro foi escolhido para a realização do projeto, em razão da campanha “Outubro Rosa”, onde as atenções são voltadas à prevenção do câncer de mama. Héverton Aguiar fez uma abordagem sobre o crescimento do número de casos de violência doméstica contra a mulher, suas implicações e a atuação do MP-RO para o combate e apoio às vítimas deste tipo de violência.

Para a sequência da execução do projeto, haverá um cronograma para a realização de ciclos de palestras em instituições interessadas, bem como início da capacitação, em parceria com o Ministério Público e da rede credenciada, para o adequado acolhimento das vítimas de violência doméstica, fortalecimento dos processos internos de notificação compulsória e formatação do banco de dados interligado.

O nome do projeto foi escolhido por se tratar de um projeto local, e em referência à letra do Hino de Rondônia, que menciona os rondonienses como destemidos pioneiros e “Marias”, em associação à Lei Maria da Penha, representando a união de todas as mulheres unidas pela vida e sem violência doméstica.