MPRO capacita mais de 150 integrantes de rede de lojas para denunciar violência contra as mulheres

HomeAMPRO

MPRO capacita mais de 150 integrantes de rede de lojas para denunciar violência contra as mulheres

De 25 de novembro a 10 de dezembro o Ministério Público de Rondônia promove a campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”.

CONAMP apresenta ao PGR minuta de projeto de lei em reconhecimento à atividade de risco de Procuradores e Promotores de Justiça
Enfrentamento à violência agrária é debatido por membros do Ministério Público
Ivanildo de Oliveira é nomeado pelo governador para Procurador-Geral de Justiça do MPRO para o biênio 2021/2023

De 25 de novembro a 10 de dezembro o Ministério Público de Rondônia promove a campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”. Como parte da programação, nesta terça e quarta-feira (6 e 7/12), Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, a instituição realizou capacitação voltada a consultoras, revendedoras e colaboradores da empresa O Boticário, por meio do Grupo BeeA, representante da franquia no Estado.

O encontro, que contou com cerca de 150 pessoas no total, teve palestra do Diretor do Centro de Apoio Operacional Unificado, Procurador de Justiça Héverton Alves de Aguiar, que apresentou dados alarmantes sobre a violência de gênero no Brasil.

Na ocasião, foi apresentado o ciclo da violência, que percorre as etapas de: 1) aparente calma; 2) acúmulo de tensão; 3) explosão violenta e agressão; 4) culpa, arrependimento e promessas e 5) reconciliação. Também foi apresentado o violentômetro, gráfico indicativo com os níveis de violência de acordo com a gravidade.

O Procurador de Justiça convidou todos os presentes para uma reflexão: “O que eu tenho a ver com isso?”. Segundo Héverton Alves de Aguiar, a conscientização é o fator inicial nessa luta pelo fim da violência. “É importante que as mulheres saibam reconhecer as situações onde figuram como vítimas e, a partir disso, se reconheçam como tal para que então possam procurar os meios disponíveis e realizar a denúncia.

Parceria – De acordo com a Ouvidora do MP de Rondônia, Promotora de Justiça Andréa Luciana Damacena Ferreira Engel, para impactar o maior número de pessoas, disseminar informações relacionadas aos tipos de violência e os canais de denúncia, principalmente via WhatsApp, a Ouvidoria das Mulheres investiu na parceria com instituições públicas e privadas, conforme prevê a Resolução nº 3/2022/CPJ-MPRO.

Através do Grupo BeeA, as informações compartilhadas durante as atividades promovidas pela Ouvidoria das Mulheres do MPRO atingem mais de 5.600 pessoas entre colaboradores, consultoras e revendedoras O Boticário em Rondônia, formando uma rede com capilaridade estadual, de acordo com a abrangência do órgão. “É com muita alegria que participamos da campanha representando o terceiro setor. Sabemos que a jornada é longa, mas possível de enfrentar e mudar essa triste realidade”, afirma a CEO do Grupo BeeA, Patrícia Curi.

O material de enfrentamento à violência também foi replicado pelo Portal Raio Rosa. “Ao realizar a palestra sobre os tipos de violência, sete das mulheres presentes relataram que viveram algum dos tipos informados”, reportou a representante da instituição, Sueleide Cristina.

Combate à violência – A campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres” é uma realização da Ouvidoria das Mulheres do MPRO em parceria com o Grupo BeeA, com o apoio da Comissão de Equidade de Gênero, Raça e Diversidade, Núcleo de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (NUVID), Centro de Apoio Operacional Unificado (Caop-UNI) e Promotorias de Justiça com atribuições no Combate ao Racismo e Violência Doméstica.

As denúncias relacionadas a violência de gênero podem ser recebidas pela Ouvidoria das Mulheres pelo telefone (69) 999.770.180, e-mail ouvidoriadasmulheres@mpro.mp.br ou formulário no portal da instituição.

Fonte: MPRO/Gerência de Comunicação Integrada (GCI)