Ministério Público estreita relações com a 17ª Brigada de Infantaria de Selva

HomeAMPROUncategorized

Ministério Público estreita relações com a 17ª Brigada de Infantaria de Selva

O Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, fez uma visita institucional à 17ª Brigada de Infantaria de Selva nesta quarta-feira (19/01). Ele

Notebook e Smart TV serão sorteados durante a CONAMP Webconference
CONAMP defende realização de diligências complementares sem obrigatoriedade de abertura de PIC
MP elevará para 23 o número de integrantes do Colégio de Procuradores de Justiça, com posse dos Promotores Gerson Maia e Héverton Aguiar

O Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, fez uma visita institucional à 17ª Brigada de Infantaria de Selva nesta quarta-feira (19/01). Ele foi recebido pelo Comandante-Geral, General de Brigada Jorge Augusto Ribeiro Cacho, e sua equipe de comando.

Ambos trataram de diversos assuntos comuns e de interesse da sociedade, como estratégias para evitar conflitos agrários em Rondônia.
A reunião teve também o objetivo de estreitar laços, consolidar parceria, debater propostas de ações conjuntas entre o Ministério Público e o Exército Brasileiro. “A união dessas duas importantes instituições é de vital importância para um trabalho efetivo e eficiente, que atenda aos anseios da comunidade e também das próprias instituições”, destacou o Procurador-Geral de Justiça.

Acompanharam o PGJ os Promotores de Justiça Dandy de Jesus Leite Borges, Anderson Batista de Oliveira, Valéria Giumelli Canestrini e Everson Antonio Pini, respectivamente Secretário-Geral; Coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO); Diretora do Centro de Atividades Judiciais (CAEJ) e Presidente da Associação do Ministério Público (AMPRO); além do Subcoordenador do Gabinete de Segurança Institucional, Major PM Philippe Menezes.

A reunião contou ainda com a presença do Inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Rommel Pessoa Dantas, que, na oportunidade, fez uma explanação sobre o volume de apreensões de drogas em Rondônia, investimentos alocados para o Estado e também sobre a parceria entre as instituições que ali se encontravam representadas.

Fonte: MPRO/DCI – Departamento de Comunicação Integrada