Ministério Público estreita relações com a 17ª Brigada de Infantaria de Selva

HomeAMPROUncategorized

Ministério Público estreita relações com a 17ª Brigada de Infantaria de Selva

O Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, fez uma visita institucional à 17ª Brigada de Infantaria de Selva nesta quarta-feira (19/01). Ele

Promotor de Justiça Marcos Geromini Fagundes firma TAC para garantir segurança no XIX Festival de Praia, em Costa Marques
Ministério Público abre edital para participação da sociedade no Fundo de Reconstituição de Bens Lesados
MP move ação contra reajuste em curso de Medicina de faculdade da Capital

O Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, fez uma visita institucional à 17ª Brigada de Infantaria de Selva nesta quarta-feira (19/01). Ele foi recebido pelo Comandante-Geral, General de Brigada Jorge Augusto Ribeiro Cacho, e sua equipe de comando.

Ambos trataram de diversos assuntos comuns e de interesse da sociedade, como estratégias para evitar conflitos agrários em Rondônia.
A reunião teve também o objetivo de estreitar laços, consolidar parceria, debater propostas de ações conjuntas entre o Ministério Público e o Exército Brasileiro. “A união dessas duas importantes instituições é de vital importância para um trabalho efetivo e eficiente, que atenda aos anseios da comunidade e também das próprias instituições”, destacou o Procurador-Geral de Justiça.

Acompanharam o PGJ os Promotores de Justiça Dandy de Jesus Leite Borges, Anderson Batista de Oliveira, Valéria Giumelli Canestrini e Everson Antonio Pini, respectivamente Secretário-Geral; Coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO); Diretora do Centro de Atividades Judiciais (CAEJ) e Presidente da Associação do Ministério Público (AMPRO); além do Subcoordenador do Gabinete de Segurança Institucional, Major PM Philippe Menezes.

A reunião contou ainda com a presença do Inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Rommel Pessoa Dantas, que, na oportunidade, fez uma explanação sobre o volume de apreensões de drogas em Rondônia, investimentos alocados para o Estado e também sobre a parceria entre as instituições que ali se encontravam representadas.

Fonte: MPRO/DCI – Departamento de Comunicação Integrada