Líderes do Ministério Público avaliam cenário atual e papel da instituição na defesa da sociedade e democracia

HomeAMPROUncategorized

Líderes do Ministério Público avaliam cenário atual e papel da instituição na defesa da sociedade e democracia

No dia 1º de outubro, o presidente da CONAMP, Manoel Murrieta participou do encerramento do evento "O Ministério Público de Uma Nova Era: Reflexões e

Ampro realiza debate com candidatos a procurador-geral de Justiça
Ministério Público obtém da Justiça liminar que afasta servidores da Sejus de Jaru
Reunião Ordinária do Conselho Deliberativo da Conamp tem participação da Ampro, no RS

No dia 1º de outubro, o presidente da CONAMP, Manoel Murrieta participou do encerramento do evento “O Ministério Público de Uma Nova Era: Reflexões e Projeções”, organizado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) com o apoio da Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (AMPRS). Integrantes da diretoria e do conselho deliberativo da CONAMP também participaram.

O fechamento ocorreu com uma palestra do presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco. O senador iniciou trazendo alguns resultados da atuação do Ministério Público para, em seguida, defender a manutenção de prerrogativas e conquistas que garantem a independência das instituições autônomas e dos Poderes da República. “Não podemos, a pretexto do enxugamento do Estado, comprometer a eficiência das instituições que o constituem”, disse ele, referindo-se, especialmente, a iniciativas que tramitam hoje no Congresso, como a reforma administrativa. Ao falar sobre os grandes desafios do país para superar os impactos da pandemia, a crise energética, na economia e na política, citou quatro características fundamentais a todos os agentes e líderes públicos: a união, o respeito ao outro, a responsabilidade no exercício das funções e, por fim, o otimismo. “Somente com otimismo, união, respeito e responsabilidade no exercício de nossas funções, podemos evoluir e superar a crise pandêmica, política e econômica”, concluiu.

Na mesma direção, o Governador Eduardo Leite destacou em sua manifestação o caminho da união e do diálogo entre as instituições e Poderes. “Tenho orgulho de dizer que aqui no Rio Grade do Sul é desta forma que fazemos. Respeitadas as autonomias, mantemos o diálogo sempre aberto e, com compreensão e colaboração mútua, encontramos soluções para os problemas do Estado”, disse.

No discurso que encerrou o evento, o procurador-geral de Justiça, Marcelo Dornelles, agradeceu a presença dos colegas de Ministério Público e das autoridades. “A representatividade dessa mesa de autoridades e a qualidade dos temas tratados nesse encontro são clara demonstração da sua importância e contribuição para o Ministério Público brasileiro”.

Na mesma linha, em avaliação após o encerramento das atividades, o coordenador executivo do evento, Fabiano Dallazen, disse que “o encontro que se encerra marcará a história do Ministério Público como espaço da reflexão que se traduzirá em novas estratégias de adaptação e de crescimento da instituição”.

Também fizeram parte da mesa de autoridades no encerramento do evento, o presidente do TJRS, Voltaire de Lima Moraes, o corregedor-geral do Ministério Público Rinaldo Reis, a presidente do CNPG, Ivana Cei, o presidente da CONAMP, Manoel Murrieta, o presidente da AMPRS, João Ricardo Tavares, o senador Lasier Martins, a deputada Kelly Moraes e o vice-prefeito de Gramado, Luia Barbacovi.

PAINÉIS

“O Ministério Público de uma nova era – reflexões e projeções”, tema central do evento, promoveu um amplo debate sobre a instituição, suas necessidades e desafios para seguir cumprindo a missão constitucional outorgada pela Constituição Federal de 1988 na defesa da sociedade, da correta aplicação das leis e da democracia.

A programação técnica foi dividida em três grandes temas e contou com vários debatedores. Na manhã de sexta-feira, o debate foi sobre a estrutura institucional e administrativa do Ministério Público brasileiro em face da era digital e a sociedade interconectada, com mediação da subprocuradora-geral para Assuntos Jurídicos do MPRS, Angela Salton Rotunno, e participação dos conselheiros do CNMP, Sebastião Vieira Caixeta e Silvio Oliveira de Amorim Junior; do procurador-geral de Justiça de Minas Gerais, Jarbas Soares Júnior, e do vice-presidente da Conamp, Tarcísio José Sousa Bonfim.

No primeiro painel da tarde o conselheiro do CNMP Marcelo Weitzel, os procuradores-gerais de Justiça de Santa Catarina, Fernando Comin; e do Distrito Federal e Territórios, Fabiana Barreto; juntamente com o presidente da Associação do Ministério Público da Bahia, Adriano de Assis, abordaram os desafios do Ministério Público frente às mudanças na comunicação provocadas pelas novas tecnologias e mídias sociais. O mediador foi o presidente executivo do Instituto Internacional de Estudos de Direito do Estado, Fábio Medina Osório.

O princípio da unidade do Ministério Público no Século XXI: prioridades institucionais; integração horizontal entre os ramos do MP Brasileiro; ponderação com o princípio da independência funcional e consequências do caráter nacional da carreira foram temas dos debates do último painel do evento com o conselheiro Rinaldo Reis Lima, corregedor-geral do Ministério Público; Antônio Pereira Duarte, procurador-geral de Justiça Militar; e João Ricardo Santos Tavares, presidente da Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul. A mediação foi da subprocuradora-geral de Gestão Estratégica do MPRS, Caroline Vaz.

Todos os painéis e solenidade de encerramento foram transmitidos e podem ser conferidos no canal do MPRS no Youtube.

Com informações e fotos do MPRS

WhatsApp Image 2021 10 06 at 15.04.58 Personalizado

WhatsApp Image 2021 10 06 at 15.04.57 Personalizado

01 10 1 eventompencerramento Personalizado

01 10 01 eventomp painel1 Personalizado

WhatsApp Image 2021 10 01 at 13.03.06 Personalizado

01 10 8 eventomp painel1 Personalizado

01 10 7 eventomp painel2 Personalizado

01 10 4 eventomp painel3 Personalizado

 

Fonte: CONAMP