GAECO apresenta balanço de atuação de 2022 à Procurador-Geral de Justiça

HomeAMPRO

GAECO apresenta balanço de atuação de 2022 à Procurador-Geral de Justiça

O Coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Rondônia, Promotor de Justiça Anderson Batista de Oliveira, apresentou nessa terça-feira (20/12/2021) ao Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, o relatório de atividades desenvolvidas ao longo do ano de 2022.

Lideranças do MP reúnem-se com presidente da comissão especial e relator da PEC 5
Promotor de Justiça Aluildo de Oliveira Leite é homenageado pelo CNPG
MP renova cooperação com instituições parceiras para conscientização sobre doação de medula óssea

O Coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Rondônia, Promotor de Justiça Anderson Batista de Oliveira, apresentou nessa terça-feira (20/12/2021) ao Procurador-Geral de Justiça, Ivanildo de Oliveira, o relatório de atividades desenvolvidas ao longo do ano de 2022.

Na apresentação, foram descritas as novas rotinas e processos implementados para a melhoria do desenvolvimento das tarefas realizadas pelo grupo e aumento de sua efetividade, treinamentos e capacitações aos servidores, atualizações de sistemas, bem como as aquisições para modernização dos equipamentos e ferramentas utilizados nas investigações.

O Coordenador destacou os principais resultados obtidos no período, especialmente os números relativos à de produtividade do órgão, com destaque para a recuperação de ativos alcançada no período, que já soma mais de R$ 12.000.000,00 (doze milhões de reais), entre valores já recuperados e indisponibilidade patrimonial implementada.

Em linhas gerais, os números foram os seguintes: 28 (vinte e oito) cursos/treinamentos/capacitações para membros e servidores; 1669 (mil seiscentos e sessenta e nove) manifestações em processos ; 927 (novecentas e vinte e sete) atividades não procedimentais (reuniões, audiências, plantões, etc.); 937 (novecentas e trinta e sete) manifestações em feitos extrajudiciais; 131 (cento e trinta e uma) manifestações em feitos pré-processuais/inquéritos; 592 (quinhentos e noventa e dois) processos administrativos tramitados e 2606 (dois mil, seiscentos e seis) documentos gerados no SEI ; 83 (oitenta e três) pedidos de auxílio técnico-operacional atendidos; 08 casos/operações abertos nosetor de análise bancária e fiscal; 205 (duzentos e cinco) dispositivos eletrônicos periciados, 78 (setenta e oito) TB de dados examinados/processados e 169 (cento e sessenta e nove) laudos emitidos pelo setor de perícias; 104 (cento e quatro) ordens de missão atendidas, 352 (trezentos e cinquenta e dois) itens/malotes restituídos e 228 (duzentos e vinte e oito) relatórios de diligência/análise emitidos pelo setor operacional; um investimento de R$ 550.349,40 (quinhentos e cinquenta mil, trezentos e quarenta e nove reais e quarenta centavos) na atualização/aquisição de softwares/equipamentos e um total de R$ 12.572.536,51 (doze milhões, quinhentos e setenta e dois mil, quinhentos e trinta e seis reais e cinquenta e um centavos) objeto de medidas direcionadas à recuperação de ativos aos cofres públicos.

Na condução da apresentação, o Promotor de Justiça Anderson Batista de Oliveira, enfatizou os resultados positivos, bem como os desafios e metas para o ano de 2023, da mesma forma em que agradeceu ao Procurador-Geral de Justiça pela confiança depositada em toda a equipe, além de todo o suporte disponibilizado pela administração superior, fundamental para o sucesso das ações do Grupo.

Os agradecimentos do Coordenador do GAECO se estenderam aos demais integrantes do Grupo, pelo esforço e dedicação empenhados para o alcance dos excelentes resultados, e finalizou a apresentação reforçando o compromisso do grupo pela busca pelos melhores resultados com o máximo de aproveitamento dos recursos.

Ao GAECO, como órgão auxiliar do Ministério público, incumbe a atuação na prevenção e combate ao crime organizado. O órgão presta auxílio técnico-operacional aos demais órgãos de execução do MP em todo o estado de Rondônia, e atua em conjunto ou separadamente ao Promotor Natural em procedimentos de investigação, com o objetivo de identificar e reprimir as organizações criminosas e coletar elementos de prova, frente a ocorrência de práticas criminosas ou ilícitas de maior dimensão ou complexidade, ou que importem maior gravame à coletividade.

Fonte: MPRO/Gerência de Comunicação Integrada (GCI)