HomeAMPRO

Ampro participa de entrega do Colar do Mérito Judiciário realizada ao presidente da AMB, Jayme de Oliveira, em Porto Velho

O presidente da Associação do Ministério Público de Rondônia (Ampro), Alexandre Jésus, participou, na manhã desta segunda-feira (24), da entrega do

MP apura possível falha na prestação de serviço de empresa que atuou em mutirão de cirurgias oftalmológicas
5 Easy Techniques Turn Get Date Into Financial success
Lideranças do MP reúnem-se com presidente da comissão especial e relator da PEC 5

Presidente da Ampro participou do evento.

O presidente da Associação do Ministério Público de Rondônia (Ampro), Alexandre Jésus, participou, na manhã desta segunda-feira (24), da entrega do Colar do Mérito Judiciário, recebido pelo presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Jayme de Oliveira. A solenidade aconteceu no Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO), em Porto Velho, com a participação de magistrados; autoridades como o governador do estado, Daniel Pereira; e demais integrantes da comunidade jurídica.

A honraria é concedida a personalidades que tenham prestado relevantes serviços à República Federativa do Brasil, ao estado, ou ao Poder Judiciário de Rondônia. “É uma satisfação para a nós da Ampro participarmos de uma solenidade tão importante, em que se entrega o Colar do Mérito Judiciário, ao presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros, Dr. Jayme de Oliveira. As nossas associações são coirmãs, atuando no fortalecimento de todo o Poder Judiciário do país. E é como eu digo, quando fortalecemos o Poder Judiciário, fortalecemos toda a sociedade, uma vez que seus membros atuam na defesa do devido ordenamento jurídico e pela manutenção do Estado Democrático de Direito”, ressaltou Alexandre Jésus.

Na parte da tarde, o presidente da AMB se reuniu com as autoridades judiciárias de Rondônia nos Fóruns Criminal e de Família. Jayme conversou com os magistrados rondonienses sobre os projetos que tramitam no Congresso Nacional, entre eles, a lei de abuso de autoridade, segurança dos magistrados, priorização do primeiro grau de jurisdição, entre outros assuntos.